A Targit, dinamarquesa especializada em soluções de BI, acaba de iniciar operações no Brasil.

Com investimento inicial de US$ 500 mil, a meta é desenvolver novos negócios no país e América Latina por meio de uma rede de revendas, integradores e desenvolvedores independentes de software (ISVs).

A expectativa é capacitar dez canais para venda e implementação dentro de dois anos, gerando uma receita aproximada de US$ 2 milhões.

Segundo Allan Pires, CEO da Targit Brasil, na primeira etapa o foco será expandir a rede de parceiros no país, atendendo a empresas presentes no mercado nacional.

“Em um segundo momento, a meta será estabelecer alianças em outros países do continente a partir da unidade instalada no Brasil. Os alvos iniciais serão Chile, Colômbia, Argentina e Equador”, comenta Pires.

O carro chefe da empresa é a Targit BI Suíte. Atualmente, já são clientes da solução no Brasil companhias como DaimlerChrysler, John Deere, Sony Music e Starbucks, entre outras.

Segundo o vice-presidente de Vendas Globais da empresa, Flemming Madsen, a América do Sul era o último continente onde a companhia não tinha presença. “Agora somos verdadeiramente globais”, comemora o executivo.

Pires destaca que o diferencial da Targit para crescer em um mercado já povoado por outros players de BI, o diferencial é a redução no tempo de implantação oferecida pela ferramenta da empresa dinamarquesa em relação às demais tecnologias e middlewares.

“O Targit BI Suite também está preparado para se conectar com os softwares da SAP, Oracle e Microsoft Dynamics”, afirma o CEO.

A Targit está presente em 50 países e atende a 2,3 mil clientes, o que soma mais de 159 mil usuários de sua solução de BI.