A sétima versão do navegador Firefox promete reduzir em 50% o consumo de memória do computador.

Liberado em versão de testes na semana passada, o browser pega mais leve com a RAM graças a um projeto lançado a cerca de dois meses de nome “MemShrink”, que corrigia falhas de desempenho.

Além disso, o novo modelo oferece sincronização de senhas e favoritos – para quem utiliza o Firefox em vários computadores – mias veloz, assim como a renderização de animações baseadas em Canvas.

Um complemento para medir o desempenho do software será oferecido; o internauta poderá escolher se prefere usá-lo ou não.

O modelo estável deve chegar em 27 de setembro.