Tamanho da fonte: -A+A

A Adubos Coxilha vai investir R$ 500 mil entre 56 licenças de uso e consultoria para implantar um ERP da Totvs. Também foram analisadas ofertas da SAP e da Maxium.
 
“O diferencial da Totvs foi o módulo de grãos”, revela Augusto Liska, gerente de implementação de ERP da Coxilha.
 
O software da Totvs substituirá e integrará três sistemas anteriores que controlavam estoque  vendas, faturamento e a folha de pagamentos, além da empresa de transporte do grupo.
 
Metade do faturamento de R$ 250 milhões da Coxilha em 2009 veio da venda de fertilizantes. A outra parte é oriunda da comercialização de grãos, venda de insumos agrícolas e serviços logísticos.
 
“Nosso faturamento era de R$ 82 milhões em 2005. Precisávamos de um sistema que nos ajudasse a crescer de forma estruturada”, explica Liska. A empresa tem hoje 250 funcionários.
 
Sediada em Tapejara, a 332 km de Porto Alegre, a Coxilha tem 16 pontos de recolhimento de grãos na região noroeste do estado, todos eles integrados ao ERP.
 
Como os pontos estão nas áreas rurais de municípios como Lagoa Vermelha, Esmeralda e Ibiaçá, o investimento em equipamento e links chegou a R$ 300 mil.
 
“O ponto mais distante é Esmeralda, a 150 km daqui. Mas o que deu mais trabalho foi Ibiaçá. É o local mais perto, mas o relevo não ajuda nada”, comenta Liska.