Ivanir Antoninho Ziliotto

A Senior acaba de anunciar sua fusão com a Ruá, que atuava como unidade da companhia catarinense em Porto Alegre.

O negócio foi realizado por meio de aquisição da totalidade da divisão Senior da Ruá, em uma transação de valor não divulgado, paga parte em dinheiro, parte em ações.

Assim, os cinco sócios da companhia adquirida passam a ser acionistas da Senior Sistemas em janeiro de 2012, sendo o diretor Ivanir Antoninho Ziliotto.

“Passamos a atuar como Senior, sem mudanças em nossa gestão, e mantendo a marca Ruá para nossos demais negócios”, explica Zilotto.

Hoje, a distribuição dos sistemas da Senior responde por cerca de 60% do negócio geral da companhia, com uma carteira de 1,1 mil clientes ativos e meta de crescimento em torno de 20%, em 2011, sobre o ano passado, com faturamento na casa dos R$ 11 milhões.

Com a fusão, no ano que vem a meta é crescer pelo menos 30%.

O presidente da Senior, Jorge Cenci, destaca a compra como mais um passo da mais recente estratégia de ampliação da companhia: no início deste ano, já havia anunciado uma fusão com cinco empresas do grupo, gerando a Senior Sistemas.

“Com isso, nos tornamos mais competitivos, ampliando as possibilidades de atendimento”, afirma Cenci. “Nossa estrutura conta, ainda, com mais de 100 canais de distribuição em todas as regiões do país", complementa.

Ruá
Além da divisão Senior, a Ruá também atua com outra linha de negócios, proveniente da união com a Mavetec anunciada no começo deste ano, quando foi constituída a marca Golway.

A oferta inclui soluções de segurança, projetos de cidades digitais, sistemas de venda de ingressos pela internet, controle de acesso a estádios, CRM e gestão de clubes, entre outros.

A divisão também tem rendido bons frutos para a empresa gaúcha: recentemente, foram fechados contratos como o da Confederação Brasileira de Handeball, para gestão de venda dos ingressos do Campeonato Mundial de Handebol Feminino.

A competição ocorreu este mês, em São Bernardo do Campo, Barueri e Santos, e também envolveu solução de controle de acesso, oferecida em parceria com a Connexus.

A compradora

Já a Senior tem sede em Blumenau e filial em São Paulo.

A empresa, que fechou 2010 com R$ 362 milhões em volume de negócios, projeta encerrar este ano com crescimento de 20%, faturando R$ 440 milhões.

A catarinense foi apontada pela Revista Amanhã como a empresa da área de informática e automação mais rentável da região Sul, dentro do ranking as 500 Maiores do Sul da publicação, divulgado em novembro.

A companhia teve rentabilidade de 13,97% sobre a receita, totalizando R$ 11 milhões em lucro líquido.

O faturamento total foi de R$ 362 milhões, alta de 16% frente a 2009. Para 2011, a meta é chegar a R$ 440 milhões, o que representaria um crescimento de 20%.

No ranking geral das 500 Maiores, a melhor posicionada na categoria é a Positivo (33ª), seguida de Bematech (118ª), Procergs (340ª), Celepar (353ª) e Procempa (451ª).

O portfólio reúne soluções como ERP, gestão de RH, de acesso e segurança, atendendo a clientes como WEG, Volkswagen, Picadilly, GVT, Sadia e Sicredi.

Já a equipe passa de três mil pessoas, entre colaboradores, parceiros comerciais e canais de distribuição.