No quarto trimestre fiscal de 2009, encerrado em 30 de junho, a Microsoft registrou receita de US$ 13,1 bilhões, queda de 17% em relação ao mesmo período do ano passado. O lucro operacional também caiu, este 30%, ficando em US$ 3,99 bilhões.

Outra queda foi registrada nas vendas do Windows, que declinaram 29% no período, ficando em US$ 3,1 bilhões.

Conforme o CFO da gigante norte-americana de software, Chris Liddell, os negócios foram impactados pelo enfraquecimento das vendas globais de PCs e servidores.

As quedas registradas pela fabricante de software também derrubaram as ações, que caíram mais de 8% nesta sexta-feira, 24.

Conforme Liddell, agora a esperança é que o lançamento do Windows 7, em outubro, volte a impulsionar os negócios da companhia, elevando os números do balanço.