Andréa Boudeville, CEO da Paradigma

A catarinense Paradigma, especialista em desenvolver modelos e soluções de processos de negócios e relacionamentos eletrônicos, anuncia investimentos no Sul.

A companhia, que também tem unidade em São Paulo e exporta para três continentes, instalou um gerente de negócios no Rio Grande do Sul e credenciou um canal de vendas no Paraná.

A expectativa é que a região represente 25% do faturamento da companhia nos próximos anos.

"O Sul responde por 18,5% do PIB nacional, sendo o terceiro maior PIB per capita do país", avalia Andréa Boudeville, CEO da Paradigma. "Temos a intenção de investir cada vez mais nesse mercado, consolidar a marca na região e gerar novos negócios", destaca ela.

E os investimentos locais já vêm dando resultado: recentemente, a empresa fechou contrato com a Federação de Indústrias do Estado do Paraná. Outros clientes também conquistados nos últimos meses foram GVT, Prefeitura Municipal de São José, Sebrae-SC e Grupo RBS.

Ao todo, a companhia catarinense conta com mais de 20 portais de compras eletrônicas implementados em empresas e entidades públicas do Sul, tudo gerido pela Plataforma Paradigma WBC.

A carteira de clientes já tradicionais na região traz nomes como Senai, Fiergs, Fiesc, PM de Florianópolis, Unimed, Marisol e Unimed, entre outros.

Com a ampliação dos negócios regionais, a meta da Paradigma é fortalecer sua projeção de crescimento para 2010, que é de 80%.

Lançamentos também fazem parte da estratégia. Um deles, a oferta do Paradigma WBC via SaaS, no projeto ClicBusiness.

A meta, com este lançamento, é conectar 200 mil empresas que operam negócios eletrônicos sem qualquer intermediação. Conforme Andréa, a privacidade e personalização dos portais de cada companhia estarão asseguradas.

A executiva acredita que a solução deva movimentar bilhões de reais em mais de 100 mil processos de compra por ano.

Histórico bilionário
A Paradigma é responsável pelos mega-leilões de energia elétrica que comercializaram mais de R$ 400 bilhões nos últimos cinco anos.

A plataforma Paradigma WBC, carro-chefe do portfólio, contempla 14 modalidades transacionais para compras e vendas eletrônicas, além de módulos para gestão de usuários, catálogos, cadastro de fornecedores e clientes, BI, workflow, entre outros.

Em dez anos de mercado, a companhia catarinense atendeu a mais de 150 projetos.