Mesmo sem um aparelho com a nova versão do Android, a 4.0, a Sony está se esforçando em vincular-se ao sistema operacional.

Plataforma aberta e com base em Linux, nos melhores moldes open source, o Android tem provocado reações adversas entre os parceiros do Google desde que a empresa comprou a Motorola, nesse ano.

Na Europa, Google Nexus, fabricado pela Samsung, já é vendido com o Android 4.0.

Enquanto isso, a Sony destaca que a sua linha Xperia já entrou na fila do update: “a lista de produtos que receberão a atualização e as datas serão informadas em anúncios no blog”, diz a Sony, sem datas.

A fabricante, no entanto, já instrui seus clientes quanto a como proceder para receber o novo software.

Segundo a Sony, é preciso antes fazer a atualização para o Android 2.3.4, que estará disponível no Brasil à partir de dezembro de 2011 e poderá ser feita via PC.

O Android 2.3.4 promete novos recursos para a linha Xperia.

“Com a atualização do software podemos oferecer novas experiências e tecnologias para todos os nossos smartphones Xperia da linha 2011, incluindo aqueles já em mãos dos consumidores”, explica Joe Takata, gerente de Produto da Sony Ericsson.

Bater na tecla Android é fundamental para as marcas sob esse guarda-chuva. Hoje, o Android é a plataforma mais utilizada por smartphones no mundo, segundo dados do Gartner.

O software tem 52,5% de mercado, batendo Symbian (16%), iOS (15%., que é da  Apple) e a RIM (11%).

Desde a compra da Motorola pelo Google, o medo na indústria era de que a marca tivesse preferência sobre o uso do Android. A própria Samsung chegou a anunciar uma aposta maior em um software próprio.

O negócio, no entanto, não teve reflexo sobre as comercializações de aparelhos com Android, nem sobre a rol de parceiros do Google no uso da plataforma.