A SolidWorks mostrou nesta quarta-feira, 26, a versão beta do Live Bulding, software de CAD 3D online destinado ao mercado de arquitetura e construção.

O novo produto, que deve estar disponível comercialmente até o final do ano, representa a entrada da companhia em um segmento novo e hoje dominado por concorrentes como a Autodesk.

“Vimos que algumas empresas já usavam nosso produto e decidimos entrar nesse mercado”, revelou o vice-presidente de gestão de produto da SolidWorks, Fielder Hiss, durante apresentação no SolidWorks World.

No seu keynote, Hiss mostrou a planta em 3D da nova sede conjunta da Dassault e da SolidWorks em Waltham, no estado do Massachussets.

O software pode importar arquivos de CAD 2D com a extensão .dwg e trabalhar em cima das plantas baixas dos prédios, desenhando os mesmos em 3D.

De acordo com Hiss, já há verbas para o treinamento dos canais que queiram começar a revender o Live Building. O executivo não descarta a entrada de  novos parceiros focados exclusivamente na ferramenta.

DraftSight
O Live Building não é a única iniciativa agressiva da SolidWorks mirando a base de usuários da concorrência.

Durante a SolidWorks World foram apresentados os resultados já obtidos até o momento pelo DraftSight, software de CAD 2D gratuito que a empresa tornou disponível para download em fase beta desde junho de 2010.

Das 80 mil cópias ativadas – a parte dos 370 mil downloads na qual os clientes imprimiram ou salvaram um arquivo –  75% estão em clientes que não estão na base de clientes ou prospects da companhia.

Outro dado significativo é que 33% dos usuários  vieram de empresas na área de construção.

O objetivo de distribuir gratuitamente a solução é eliminar o orçamento destinado às ferramentas de 2D, permitindo aos clientes investir na migração para o 3D.

Ainda neste trimestre o DraftSight deve sair do beta e os canais da SolidWorks poderão começar a vender suporte e APIs de integração aos usuários.

Maurício F. Renner cobre o SolidWorks World em San Antonio a convite da SolidWorks.