Siegfried Koelln, diretor da SKA

A SKA arrebentou a boca do balão em 2010.

Sediada no Tecnosinos, em São Leopoldo, e especializada em softwares de CAD 3D da SolidWorks e de CAM da Lantek e EdgeCAM, a empresa faturou R$ 18,2 milhões no ano passado.

A cifra representa 33% a mais do que o faturado em 2009, em linha com o crescimento nos últimos anos e 12% acima da meta estabelecida no planejamento da companhia para 2010.

A meta é chegar a 2012 faturando R$ 25 milhões.

Não é pouca coisa. Nos últimos cinco anos, a SKA já foi a maior revenda da SolidWorks na América Latina, parceria que representa pouco mais da metade do planejamento.

De acordo com Siegfried Koelln, diretor da SKA, o segredo do bom resultado foram as ações tomadas durante o ano de 2009, o único na história da companhia a registrar queda no faturamento (12,5%), devido à crise.

“Não demitimos ninguém. Aproveitamos para melhorar a infraestrutura de suporte técnico, criar um sistema de EAD para nossos clientes e atualizar os servidores”, revela Koelln.

Hoje, os clientes com contratos de manutenção de licenças adquiridas na SKA tem direito a acessar um sistema de ensino à distância com as novidades dos softwares. Por um custo adicional, é possível adquirir posições extras.

“A coisa é simples. O cliente tem que perceber que ser atendido por nós é melhor do que ser atendido por outro”, resume Koelln.

Hoje a SKA emprega 118 pessoas em São Leopoldo, Caxias do Sul, Joinville, Curitiba, São Paulo e Santa Bárbara do Oeste-SP. Nas cidades paulistas, só atua com softwares de CAM.

Para Koelln, a meta estipulada para 2012 é viável, tendo em conta o perfil da empresa.

“A tendência da SolidWorks é ser uma provedora de soluções, o que nós sempre fomos”, acredita o empresário.

A SKA já tem preparada uma versão do seu QC Pro, um software de quadro de comando elétrico para rodar em cima do DraftSight, solução de CAD 2D gratuita da SolidWorks, atualmente ainda sem fase beta.

“Com uma marca forte como o DraftSight por trás, vamos aumentar muito a aceitação desse produto”, projeta Koelln.

Maurício F. Renner cobre o SolidWorks World em San Antonio a convite da SolidWorks.