A Brasoftware fechou 2010 com faturamento de R$ 250 milhões, 16,3% acima do obtido em 2009 e 40% maior que 2008.

A empresa, especializada em revenda de software, também contabilizou 280 mil clientes na carteira, sendo 50% fora de São Paulo.

Entre os novos na carteira, destacam-se nomes como ANP - Agencia Nacional de Petróleo, Braskem, Marfrig e Tribunal da Justiça do Mato Grosso.

A equipe de colaboradores também cresceu no ano passado, chegando a 130 pessoas.

“Nosso êxito em 2010 deu-se também ao investimento e ampliação da estrutura, como desenvolvimento das áreas de supervisão, ampliação do atendimento regional e aumento em 15% da força de vendas”, explica Eduardo Sukarie, diretor Comercial da Brasoftware.

Nas principais linhas de negócios comercializadas, como Microsoft, Adobe, Citrix, Symantec e Autodesk, a empresa cresceu cerca de 20% no ano passado.

O ano também foi marcado pela entrega de grandes projetos, entre eles migração de Windows 7 e Office 2010 para Brasilprev, migração Office 2010 para Serasa, migração Exchange 2010 para a TV Bandeirantes, implantação EPM 2010 para Sky e migração Windows 7 para o UOL.

RS e SC no foco
Em 2011, a expectativa é aumentar o faturamento em cerca de 16%.

Para isso, a expansão geográfica segue no foco.

“Reforçaremos a expansão em praças foco como Rio Grande do Sul, Brasília, Interior de São Paulo e Salvador, além de mercados que se destacaram em 2010: Santa Catarina e Mato Grosso”, declara Sukarie.

A aposta também está nas certificações junto a fabricantes.

O portfólio de títulos recentes conta, por exemplo, com o Adobe Licensing Center, que permite comercializar contratos por volume diretamente da Adobe Corp;e Symantec Eletronic Software Distributor, que autoriza a vender as soluções de segurança para usuários domésticos e pequenas empresas via download.