Fábio Soto, um dos três sócios da Andrade Soto

A Andrade Soto, consultoria especializada em segurança de informação de Porto Alegre, tem altas expectativas para 2012.

Só nos testes de intrusão, um dos carros chefes da empresa, com 48 projetos entregues no ano passado, o plano é dobrar, para cerca de 90.

“Nós trabalhamos com provas de conceito, não usamos scanners de vulnerabilidade. O projeto sai mais caro, mas produz muito menos falsos positivos”, aponta Fábio Soto, um dos três sócios da empresa.

Hoje com uma equipe técnica de 18 profissionais, a Andrade Soto espera agregar mais cinco até o final do ano, ao mesmo tempo em que dobra o faturamento, que a empresa não abre.

Os planos de Soto – que fez carreira como auditor de TI em empresas da área de auditoria fiscal e fundou a Andrade Soto com Geovane Lopes e Alexandre Gaddo, ex-colaboradores da TI da CEEE – também passam por certificações.

A meta é certificar dois colaboradores no padrão da indústria de pagamentos PCI, um certificado que hoje somente a concorrente paulista Cipher possui e ser a primeira empresa gaúcha da área de segurança com o selo.