Depois de fechar 2010 com crescimento de 42% em receitas globais, alcançando R$ 100 milhões, e expansão de 92% na carteira de clientes, que saltou de 50 para 96 nomes, a Ci&T projeta elevar o faturamento para R$ 130 milhões em 2011.

Para isso, a companhia se baseia nas quatro principais áreas responsáveis pelos ganhos do ano passado: desenvolvimento web, implantação e suporte SAP, BI e gestão de aplicações.

Além disso, ao longo de 2010 a companhia lançou novas ofertas de serviços nas áreas de mobilidade e consultoria em BPM/SOA, apostas que serão mantidas este ano, segundo César Gon, cofundador e CEO da Ci&T.

Atualmente a Ci&T tem unidades no Brasil, EUA, China e Japão, e clientes em mais de 40 países.

Para manter o ritmo de crescimento em 2011, a companhia projeta expandir a atuação externa, com pelo menos três novas unidades internacionais.

“Haverá também grande expansão na Ásia, dobrando a capacidade produtiva do centro de desenvolvimento da China. Essas unidades devem garantir que 35% dos negócios da empresa continuem fora do país, índice inédito entre as grandes empresas nacionais do setor”, afirma Gon.

A continuidade no desenvolvimento de novas tecnologias e práticas, e a consequente ampliação das ofertas, também está nos planos da companhia para este ano.

“Ainda no primeiro semestre apresentaremos ao mercado brasileiro novos serviços com foco em cloud computing, aplicações e games para redes sociais e engenharia de produtos web”, enfatiza o CEO.

A Ci&T é certificada CMMI5 e atua em desenvolvimento ágil e outsourcing de aplicações, SAP, BI, BPM, marketing digital e aplicativos móveis.

A companhia, que é uma das 100 melhores para trabalhar no Brasil, segundo o Instituto Great Place to Work, atende a clientes como Avon, Banco Votorantim, Coca-Cola, Honda, Johnson & Johnson, McDonalds e Rede Globo, entre outros.