O faturamento mundial do mercado de Business Intelligence, aplicações analíticas e gerenciamento de desempenho (PM) ultrapassou os US$ 9,3 bilhões em 2009, um aumento de 4,2% em relação ao faturamento de US$ 8,9 bilhões de 2008, aponta o Gartner.

“Ainda que o crescimento tenha ficado longe dos níveis de 2008, e de forma alguma imune à recessão, o BI mostrou que não é tão cíclico como muitas outras áreas de software, tendo crescimento saudável em um dos anos mais difíceis na história da indústria de software”, afirma o analista de pesquisas sênior do Gartner, Dan Sommer.

Segundo ele, isso ocorreu porque, em sua maioria, as organizações continuaram seus projetos de BI por esperar deles a viabilização de cortes de custos e melhorias da produtividade, com aumento da agilidade na tomada de decisões.

Conforme a pesquisa, os cinco principais fornecedores de BI continuam com a maior parte do mercado, com 71% de participação.

A SAP é a líder no faturamento mundial de software para BI, aplicações analíticas e gestão de desempenho, com 22% de market share. Em seguida vêm Oracle (14,5%), SAS Institute (14,2%), IBM (12,2%) e Microsoft (7,9%).

Nos subsegmentos de BI, houve diferentes líderes de mercado. Nas plataformas de BI, a SAP liderou, enquanto na área de gerenciamento de desempenho corporativo (CPM), a Oracle foi a que mais vendeu, com soluções do antigo portfólio da Hyperion.

A SAP também manteve-se na liderança em aplicações analíticas e gerenciamento de desempenho.

Nas três áreas, a IBM surgiu como concorrente emergente.

Em termos de solução, as plataformas de BI registraram crescimento de 64,2%, em market share, em 2009, na comparação com o ano anterior. Já em CPM, a expansão foi de 20,08% e nas aplicações analíticas e de gerenciamento de desempenho, foi de 15%.