A Brasoftware aposta na vertical de governo para crescer em 2011. A meta da revendedora de software é expandir os negócios da vertical em 60% este ano e, para isso, aposta em ações como abertura de uma filial em Brasília no segundo semestre.

A estratégia também prevê a estruturação de uma equipe de produtos e de pré-vendas focada especificamente no setor público, além da ampliação da oferta de produtos para a área.

“Hoje essa vertical conta com uma carteira de 100 clientes e representa 15% do nosso faturamento”, destaca Eduardo Sukarie, diretor Comercial da Brasoftware. “A expectativa é que, com as novas ações, a receita da divisão governo passe a responder por 25% do faturamento total até dezembro”, complementa.

Segundo o executivo, a filial de Brasília é estratégica para tornar o atendimento mais próximo dos grandes clientes da área governamental.

“Atingiremos esferas que até então não conseguíamos alcançar”, afirma ele.

Já em relação às novas equipes, a ideia é ter pelo menos oito profissionais focados em cada uma das linhas de produtos comercializadas atualmente, além de cinco pessoas dedicadas a parte de pré-vendas.

“Também trabalhamos em conjunto com nossos principais fornecedores para formatarmos ofertas que atendam as necessidades desse mercado”, conclui Sukarie.

Hoje a Brasoftware conta com clientes do setor público como Receita Federal, Correios, Furnas, TJ-SP, CET, Petrobrás, Prodam, Senac e Senai.

Já a carteira geral traz, ainda, nomes como Souza Cruz, Claro, Abril, Embratel, Serasa Experian, Electrolux, Toshiba e Telefonica.

A companhia revende soluções de marcas como Microsoft, Symantec, McAfee, Citrix, Adobe, CA, Corel e Autodesk, entre outras.

Além disso, conta com uma divisão de serviços, a Brasoftware Consulting, que atua em desenvolvimento, implementação e infraestrutura.

Nos últimos cinco anos, a companhia registrou crescimento superior a 20% ao ano.