A Oracle anuncia o Oracle Enterprise Manager 12c, que a companhia defende ser a primeira solução do setor a combinar gestão da pilha completa com gerenciamento de ciclo de vida de nuvem empresarial.

 
Com recurso Cloud Control, a solução é console centralizado com recursos de gestão para todo o ciclo de vida da nuvem e, conforme testes realizados pela Oracle, provisiona aplicativos 84% mais rápido , com redução de 50% no tempo de resolução a solicitações de serviço.
 
A nova versão traz recursos de planejamento de capacidade e consolidação, auto-atendimento, testes, monitoramento, medição e chargeback (estorno).
 
Além disso, apresenta capacidades de gerenciamento de recursos de cloud computing e virtualização com base no Oracle VM 3.0, incluindo, ainda, recursos de gerenciamento de componentes de outros fornecedores.
 
“O Oracle Enterprise Manager Cloud Control é o único console de gestão de cloud computing para tecnologia Oracle que permite aos stakeholders criar serviços compostos por uma combinação de IaaS, PaaS, DBaaS, MWaaS e SaaS”, afirma comunicado oficial da fabricante. 
 
A novidade também comporta arquiteturas empresariais, administradores de nuvem e aplicativos, desenvolvedores, DBAs, usuários de linhas de negócios e pessoal de governança e finanças. 
 
Ferramentas de planejamento na nuvem, para ambientação por meio de recomendações e workflows automatizados; configuração automática de recursos do sistema e pools compartilhados, indicadores para usuários de finanças, gerentes de TI e prestadores de serviços; além de recursos do Oracle Virtual Assembly Builder completam a solução. 
 
“Diferentemente das soluções da concorrência o Oracle Enterprise Manager 12c garante a gestão da nuvem em ambientes físicos e virtuais para arquiteturas x86 e4 SPARC”, finaliza Richard Sarwal, VP de Desenvolvimento de Produtos da Oracle. 
 
A solução tem clientes beta como a British Telecom, que usa o 12c para gerenciar sua pilha de TI.
 
“A nova versão pode nos ajudar a estender nossas ofertas de DBaaS e MWaaS na nuvem a comunidades mais amplas. Nossas maiores áreas de interesse incluem autoatendimento ao cliente, provisionamento com base em modelos, descoberta sem agente, medição e chargeback”, afirma Surren Partabh, CTO de Suporte à Tecnologia Central da BT.