Depois de um aparente abandono por parte da HP, a Palm pode estar na mira da Amazon.

A informação é do site norte-americano Venture Beat que, citando “fontes próximas da negociação”, indica que a HP está tentando se livrar da Palm “o mais rápido possível”, e que a Amazon seria a empresa mais próxima de fechar negócio.

Em abril do ano passado, a HP comprou a Palm por US$ 1,2 bilhão, numa tentativa da fabricante de computadores de reforçar sua unidade mobile.

Quase um ano depois, a empresa lançou o TouchPad, um tablet promissor com a plataforma WebOS, da Palm, descontinuado meses depois, e vendido por um quinto do preço original para queimar o estoque.

O lançamento do Kindle Fire Tablet pela Amazon na última quarta-feira, 28, aumentou os rumores.

Rodando um Android totalmente customizado, o Fire Tablet é apontado pelo Venture Beat como o caminho mais natural para o WebOS – plataforma aplaudida especialmente por ocasião do lançamento do Palm Pre, em 2009, visto como um iPhone killer, mas que acabou sem sucesso comercial.

No TouchPad, o WebOS também agradou a crítica, mas não caiu no gosto do público.

Tendo como atrativo mais forte o preço, o tablet da Amazon também chega acendendo as expectativas de analistas, que o apontam como um modelo capaz de fazer frente ao iPad.

Tanto Amazon quanto a HP não comentaram o assunto, informa o Venture Beat.

Desde o final do ano passado, o ex-CEO da Palm, Jon Rubinstein, atualmente na posição de inovação de produtos da HP, passou a fazer parte da mesa diretora da Amazon.

Leia o post completo do Venture Beat (em inglês) nos links relacionados abaixo.