A Ericsson irá fornecer e implantar a plataforma do serviço de TV por assinatura da GVT, que será lançado no próximo ano.

O serviço terá canais lineares, gravação remota de programas, resgate por até 30 dias de programas exibidos, vídeo sob demanda além de acesso a conteúdos da internet como YouTube, Twitter e Facebook.

Agora, a GVT busca outros parceiros estratégicos para a estrutura de recepção e transmissão da programação (o Teleporto) e infraestrutura de satélite, processos que já estão em andamento e em fase avançada.

Ainda este ano, a empresa também selecionará o fornecedor dos set top boxes, equipamento que será ligado ao televisor do cliente para receber a programação e os serviços interativos.

Em paralelo, a GVT aguarda resposta da Anatel para o pedido de concessão da licença DTH que permitirá distribuir conteúdo de TV por assinatura via satélite. O pedido foi formalizado em 30 de agosto e a expectativa é que a licença seja concedida antes do fim do ano.

Segundo a GVT, a Ericsson foi escolhida entre oito empresas em função da melhor combinação entre aspectos técnicos e comerciais.

Além disso, acrescenta a GVT, em nota, a empresa desenvolveu vários projetos de IPTV e DTH ao redor do mundo para outras operadoras.

Equipamentos como encoders, sistema de acesso condicional (CAS), proteção de conteúdo (DRM), vídeo sob demanda (VOD) e middleware/EPG fazem parte da solução da Ericsson.

A GVT está presente 95 cidades do Sul, Centro-Oeste, Sudeste e Nordeste do país. No fim do segundo trimestre de 2010, atingiu mais de 3,46 milhões de linhas em serviço e a mais alta taxa de penetração de Internet na base de clientes do mercado brasileiro, de 84%.