O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, pediu aos conselheiros da Anatel que acelerem a discussão sobre regulamentos relacionados à oferta de banda larga no Brasil.

Entre os assuntos que pautaram reunião entre Bernardo e representantes da agência nessa segunda-feira, 02, estavam a destinação de faixas de frequência para internet móvel com tecnologia de quarta geração (4G), o serviço de TV a cabo e a possibilidade de construção de novas redes.

“Fiz questão de frisar que respeitamos a autonomia da agência, mas, do ponto de vista do governo, das políticas que estamos montando. Alguns desses regulamentos devem ter prioridade, são vitais”, disse Bernardo.

Segundo o ministro, o presidente da agência, Ronaldo Sardenberg, se comprometeu a debater a questão na próxima reunião do Conselho Diretor.

Uma lista de prioridades na área da regulação deverá ser elaborada pelo Conselho.

De acordo com o site Convergência Digital, a Anatel demanda uma contrapartida para garantir o andamento das reivindicações de Bernardo.

A agência quer ajuda para contratar novos funcionários.

Apesar do aperto fiscal e da suspensão de novos concursos na administração federal, há uma seleção ainda em vigor que pode garantir a convocação de aprovados, diz o Convergência. Bernardo prometeu discutir o assunto com o ministério do Planejamento.

Leia a matéria completa do Convergência Digital nos links relacionados abaixo.