A Nokia está em busca de um novo presidente para seu conselho administrativo.

A companhia iniciou as buscas após o atual titular do cargo, Jorma Ollila, anunciar na terça-feira, 03, que deixará o cargo no ano que vem.

Ao anunciar sua saída, Ollila destacou que conduziu a transformação da Nokia de um conglomerado produtor de botas de borracha e TVs para uma gigante dos celulares na década de 1990, mas enfatizou os prejuízos obtidos pela empresa finlandesa recentemente na área de smartphones.

Segundo ele, a perda de mercado para companhias mais jovens, como Apple e Google, representou “um ano difícil” para a Nokia. O executivo previu, ainda, que “o próximo ano também será duro”.

O executivo está na fabricante de celulares desde 1985, tendo sido presidente-executivo entre 1992 e 2006.

Em seguida, assumiu como presidente do conselho, onde está até hoje.

Atualmente, o executivo também ocupa a presidência do conselho da Royal Dutch Shell.