A TIM Participações anunciou lucro líquido de R$ 350 milhões no segundo trimestre deste ano, alta de 178% em relação ao mesmo período do ano passado, uma vez que a base de clientes aumentou.

O resultado superou a média de seis estimativas de analistas ouvidos pela Reuters, que indicava um lucro líquido de R$ 298 milhões.

Segundo a companhia, a boa performance do trimestre passado se deve, em grande parte, ao crescimento de 25% na base de clientes, chegando a 55,5 milhões de linhas.

A receita líquida da empresa foi de R$ 4,3 bilhões no segundo trimestre, um avanço de 19,5% em relação aos R$ 3,6 bilhões um ano antes.

A geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebtida, na sigla em inglês) alcançou R$ 1,13 bilhão, alta de 12,7% ante R$ 1 bilhão no segundo trimestre de 2010.

Já a margem Ebtida da companhia passou de 28,4% para 26,8%, na mesma base de comparação.

A TIM tem ganhado mercado em telefonia móvel e alcançou a Claro no segundo lugar do ranking. Ambas possuem 25,55% de participação de mercado no Brasil, segundo a Anatel.

A companhia também tem investido para promover seu crescimento, principalmente em rede. Em 8 de julho, a TIM anunciou a compra da Atimus, antes uma empresa de telecomunicações do grupo AES Brasil, por R$ 1,6 bilhão, com o objetivo de crescer no mercado residencial de Internet.