A Parks assinou um contrato com a prefeitura de Lagoa dos Três Cantos – cidade a 290 quilômetros de Porto Alegre – para implementação do projeto Digitallagune, que interligará pontos da cidade com internet.

O valor do contrato é de  R$ 310 mil, e também inclui a Datacom.

Estendendo fibra óptica com a tecnologia GPON, o projeto pretende ligar pontos de acesso corporativo a todas as residências de Lagoa dos Três Cantos, contemplando 100% dos cerca de 1,6 mil habitantes.

Primeira colocada no edital do MCT para projetos de inclusão digital, a cidade quer estruturar soluções de telecom, dados, voz e imagem com o Digitallagune.

Na primeira etapa, o projeto interligará os pontos públicos da cidade e do 1º Distrito do Município, Linha Glória, distante cerca de 10 quilômetros da cidade.

Com a instalação, será viabilizado também o Projeto UCA (Um Computador por Aluno) nos educandários municipais, que fica no interior e estadual, na cidade.

Está contemplado no objeto do contrato o fornecimento de equipamentos e de softwares necessários à implantação da solução, com serviços de instalação, suporte técnico, capacitação e garantias de manutenção preventiva e corretiva por conta do fornecedor.

Segundo Edio Schrader, o projeto atende os requisitos do Plano Nacional de Banda Larga considerando o modelo tecnológico do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

Todo o projeto será realizado com tecnologia 100% nacional.

Com uma população de 1,6 mil habitantes, a cidade de Lagoa dos Três Cantos fica no noroeste rio-grandense e tem o 396º PIB do estado, com riqueza em cerca de de R$ 40 milhões.

Mais da metade da economia do município é movimentada pela agricultura (56,54 de participação no PIB municipal), seguida por serviços (39,91%) e indústria (3,54%).

Além disso, quase metade da população reside na área rural.

Gaúchos querem ser digitais
Várias iniciativas no estado buscam a digitalização dos serviços municipais.

A cidade serrana de Canela – a 123 quilômetros de Porto Alegre – foi eleita modelo de Cidade Digital para o Brasil no dia 1º de março de 2011, quando inaugurou uma rede de 1 Gbps, desenvolvida em parceria entre município, governo federal e iniciativa privada.

Em Canela, a estrutura conecta a prefeitura, quatro secretarias, a câmara de vereadores e uma escola na região central da cidade de 39,2 mil habitantes.

Além disso, em dezembro, um total de 16 cidades gaúchas se inscreveram para participar na primeira edição do Prêmio Cidade Digital RS 2012.  

Alvorada, Bento Gonçalves, Cachoeirinha, Canoas, Carlos Barbosa, Caxias do Sul, Eldorado do Sul, Flores da Cunha, Garibaldi, Novo Hamburgo, Pelotas, Piratini, Porto Lucena, Santo Ângelo, São Leopoldo e Venâncio Aires participam da iniciativa.

Promovido pelo Guia das Cidades Digitais, o projeto premiará os municípios que se destacarem com projetos nas categorias de Infraestrutura, Gestão eficiente em serviços públicos e Inovação em inclusão digital.
 
Os ganhadores receberão R$ 10 mil em equipamentos para incrementar seus projetos.

Porto Alegre, a capital do estado, foi eleita a terceira melhor cidade digital do Brasil pela empresa paulista Momento Editorial, atrás de Belo Horizonte (MG) e Curitiba (PR).