A fabricante chinesa Huawei está com planos de aquisição da unidade de infraestrutua da Motorola. A fabricante chinesa estaria realizando um lobby junto ao governo dos EUA para que não sejam levantadas barreiras contra a possível transação, segundo informou o jornal Financial Times.

A Huawei tem demonstrado permanente interesse em aquisições na América do Norte. Além da tentativa de compra da 3Com, a empresa esteve na lista de interessados nos ativos da Nortel. Como demonstra os contratos de infraestrutura para Clearwire e Cox, a presença da fabricante na região vem crescendo consideravelmente.

De acordo com a análise do site Rethink-Wireless, o lobby se deve à suposta ligação da Huawei com serviços de inteligência chineses, o que poderia despertar a preocupação do governo norte-americano e levá-lo a bloquear uma eventual compra da Motorola.

Na fusão entre Alcatel e Lucent, por exemplo, também foi feito um acordo com o governo dos EUA, que separou em uma unidade à parte os contratos da Lucent com departamentos de defesa norte-americanos.

O Rethink ainda aponta a Huawei como a mais provável compradora da unidade de infraestrutura da Motorola, tendo em vista que a Ericsson  já adquiriu a Nortel, enquanto Nokia Siemens e Alcatel Lucent ainda estão preocupadas em melhorar as próprias margens antes considerar novas aquisições.