A TIM vai investir R$ 20 milhões na ampliação da capacidade de tráfego e na qualidade da sua rede.

Dentro da nova iniciativa, todos os equipamentos do núcleo IP (Rede Nacional IP Multiserviço) devem ser substituídas por uma tecnologia mais avançada: o Terarouter CRS-3 (Carrier Routing System).

Pioneira no Brasil e uma das primeiras operadoras no mundo a utilizar esses roteadores, a TIM planeja finalizar a instalação das máquinas, 12 no total, até o fim de novembro.

Não foi informada a localização dos novos equipamentos.

A nova geração de roteadores possui capacidade individual de até 4,5 Terabits por segundo, sendo 14 vezes superior à utilizada atualmente pela TIM Brasil e até três vezes maior que as demais tecnologias existentes no mercado.

Fabricado pela Cisco Systems, e implementado em parceira com a Italtel, o sistema de roteadores CRS3 garante maiores níveis de capacidade de transmissão para aplicações como internet, vídeo, voz e cloud services.

“Com a capacidade disponibilizada pelos novos equipamentos é possível fazer o download de mais de 15 mil filmes de alta definição em um minuto”, promete Claudio Merulla, responsável pela Rede de Transporte da TIM Brasil.

Do total de roteadores, oito serão instalados no núcleo da rede e quatro na função de peering (roteadores que habilitam o acesso à internet).