A operadora Sky lançará na próxima semana, em Brasília, um serviço de banda larga de quarta geração (4G), a primeira oferta nesses moldes na América Latina.

Segundo o Estadão, a empresa já fechou contratos com condomínios da capital federal para a locação de espaços em coberturas de edifícios para a instalação de antenas, ao custo de até R$ 5 mil por mês.

O plano de negócios de banda larga da Sky em Brasília tem como alvo 160 mil clientes no prazo de cinco anos. Inicialmente, a tecnologia estará disponível apenas para uso em computadores.

A proposta da empresa é oferecer pacotes de internet com velocidades superiores a 4 megabits por segundo que, ao preço médio de R$ 60 mensais, vão render um faturamento anual de R$ 115,2 milhões para a operadora, segundo uma fonte do mercado ouvida pelo Estadão.

A Nokia Siemens Networks deve ser parceira do lançamento.

Em setembro, diz o Estadão, a empresa informou que o serviço deve funcionar apenas por meio de modems para computadores, e não diretamente em celulares, já que a companhia ainda não tem licença para operar telefonia móvel.

Para a telefonia móvel, a tecnologia 4G só deve chegar em 2013. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) realizará em abril um leilão para a venda de faixas de frequência para esse fim.

Há uma disputa por parte das operadoras TIM, Telefônica/Vivo e Oi para que o leilão seja adiado.

Leia a matéria completa do Estadão nos links relacionados abaixo.