O segundo trimestre fiscal da Cisco Systems teve vendas acima das expectativas, mas margens preocupantes para os investidores.

Em receita, a empresa teve alta de 6%, na comparação com um ano antes. O volume chegou a US$ 10,41 bilhões – acima dos US$ 10,23 bilhões esperados por analistas.

A margem bruta, porém, desapontou.

Segundo o analista Mark Sue, do RBC, ouvido pela agência Reuters, os 62,4% alcançados denotam uma queda que tem chamado atenção de acionistas. O mercado esperava 63% de margem bruta.

“Os investidores estão atentos à queda da margem bruta (apesar dos aumentos)”, disse Sue.

O lucro líquido da Cisco para o trimestre encerrado em 29 de janeiro caiu para US$ 1,5 bilhão de, contra US$ 1,9 bilhão em igual período do ano anterior.

Excluindo itens extraordinários, o lucro por ação foi de US$ 0,37, acima da projeção média de analistas de US$ 0,35 por ação e também superior à estimativa feita pela própria companhia, de US$ 0,32 a US$ 0,35 por ação.