A catarinense Dígitro assinou uma parceria com a israelense IAI, especializada em tecnologia para segurança pública.

O acordo é parte da diversificação do escopo da companhia de Florianópolis, que faturou R$ 115 milhões em 2011 tendo como principal mercado a área de telecomunicações.

A IAI é um gigante na área de segurança, área na qual Israel é um dos principais centros do mundo. São mais de 16,5 mil funcionários e vendas de US$ 3,5 bilhões no último ano.

A Dígitro já tinha soluções de aquisição e análise de dados em todas as secretarias de segurança brasileira e agora projeta crescer com incremento na área de comando e controle.

Apesar do anúncio nesta quarta-feira, 11, a aproximação com a IAI já vinha ocorrendo, com vistas à Copa de 2014 e Olimpíadas 2016.

Mas o escopo agora é bem maior, segundo Ednilson Hummig, diretor de Marketing da Dígitro.

“A IAI agrega, por exemplo, recursos como equipamentos para controle de invasão de fronteiras, VANTs – veículos aéreos não tripulados, entre outros”, destaca o executivo.

A parceria vai mais longe: criação de tecnologias para controle de multidões e previsão/atendimento de ameaças naturais, monitoramento e defesa do espaço terrestre, marítimo e aeroespacial, incluindo projetos de sensores inteligentes para a proteção de sedes de infraestrutura, como plataformas de petróleo e centros públicos estão na mira.

Conforme Hummig, é um acordo de ganha-ganha, tanto para as empresas, quanto para seus públicos.

Traduzindo, não só as tecnologias para aquisição e análise de informações por múltiplos canais da Dígitro serão integradas a sistemas de comando e controle da IAI, como também a inteligência de análise da catarinense passa a integrar sistemas de detecção, como radares, câmeras, sensores de presença, sensores de movimento da israelense.

“A oferta conjunta passa a se constituir num dos mais completos cockpits para atividades de supervisão e controle em segurança do mercado”, comenta Hummig.

Se no Brasil o mercado se abre para a parceria em função dos eventos esportivos por vir, no exterior a mira também está certeira.

Hoje, a Dígitro está presente em todos os países latinos, com filial no Peru e escritório no Paraguai, e também nos de língua portuguesa, como Portugal e Angola.

De acordo com Arie Marco, diretor da IAI para a América Latina, as tecnologias da Dígitro trazem nada menos que “perfeição” aos sistemas de comando e controle da companhia.

“As plataformas de inteligência da Dígitro representam um patamar superior em tecnologia para a análise de informação. A oferta conjunta representa um verdadeiro marco internacional em integração e funcionalidade”, finaliza o executivo.

* Gláucia Civa viajou a Florianópolis a convite da Dígitro