A Via Embratel lança um serviço de gravação de programas por R$ 4,90.

Chamada de PenVR, a oferta funciona com a conexão de um dispositivo à entrada USB da caixa receptora da empresa de televisão por assinatura por satélite.

O sistema, só válido para o set-top da operadora, modelo da Huawei DS220, e garante gravação criptografada que só poderá ser reproduzida através da própria caixa.

Na prática, explica o site Meio & Mensagem, é um digital video recorder, DVR, de bolso. A operadora recomenda uso de pen drive a partir de 4 GB, indicando o de 8 GB como ideal.

A Via Embratel abrange todo o território nacional e é uma das alavancadoras do estrondoso crescimento (30% em 2010) do mercado brasileiro de TV por assinatura, já somando 1,5 milhão de assinantes.

Ela ocupa a segunda colocação no ranking do serviço via satélite – a líder é a Sky, diz o M&M.

Praticidade disputada
Tendência nos serviços de entretenimento por vídeo, a gravação de programas para acesso “em qualquer hora” que o cliente quiser também é oferecida por outras empresas.

A NET, por exemplo, tem a possibilidade no pacote NET HD Max. A SKY oferece 500 GB de espaço físico de gravação aos clientes.

Ambas as operadoras – respectivamente, primeira e segunda colocadas no ranking nacional do serviço, com 43,1% e 26,1% do mercado em 2010 – também investem em video on demand, com a venda de conteúdos específicos, como filmes e episódios de séries, aos assinantes.

Segundo dados da Anatel, a Embratel foi a terceira maior operadora de TV por assinatura de 2010, com share de 11,6%, e 1,13 milhão de assinantes.

Também entram nesse mercado a Telefonica (4° lugar, com 5% de share) e Oi (5º, 2,8%).