Usuários do BlackBerry na Europa, Oriente Médio e África sofreram um novo apagão.

Segundo o jornal Financial Times, pelo menos 10 milhões, dos 70 milhões de usuários do aparelho foram afetados pelo problema, que ocorre menos de um mês de um incidente similar.

Dessa vez, o problema durou 20 horas, deixando os usuários com dificuldades de acesso ao serviço de e-mail da marca, o BlackBerry Messenger.

“Alguns assinantes do BlackBerry na Europa, Oriente Médio e África reportaram demora nos serviços do BlackBerry. O problema foi resolvido e os serviços estão operando normalmente”, disse a RIM em comunicado. “Pedimos desculpas aos clientes prejudicados por qualquer inconveniente”, completou.

No dia 19 de setembro, a empresa já enfrentara problemas.

Usuários na America Latina e Canadá ficaram sem os serviços de envio e recebimento de mensagens instantâneas do BlackBerry Messenger e de e-mails, decorrente de um apagão parcial na RIM.

Esse incidente afetou usuários da Venezuela, Colômbia, Panamá, Chile, México, Argentina e Canadá. Também foram enviadas notificações do Reino Unido e Egito.

À época, a companhia acreditava que o problema estivesse relacionado ao Networking Operation Center (NOCs).

O NOCs proporciona um contato direto entre a empresa e o BlackBerry Enterprise Software, instalado por alguns departamentos de TI, para se conectar e executar os dispositivos do smartphone individualmente.

Ex-líder do mercado de e-mails corporativos em dispositivos móveis, a RIM vem perdendo participação para as fabricantes de smartphones concorrentes, lideradas pela Apple, com o iPhone.