A área de telecomunicações foi responsável pela entrada de US$ 6,6 bilhões em investimentos estrangeiros no Brasil em 2011, dez vezes mais que os US$ 659 milhões registrados em 2010.

Conforme dados do Banco Central, o valor representou 35,5% do crescimento total da entrada de capital externo direto no ano passado, que foi de R$ 16,9 bilhões.

De acordo com o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, em números absolutos 2011 teve o maior valor nominal anual investido em Telecom desde 2001, quando esta soma ficou em US$ de 4,1 bilhões dólares.

Para este ano, Bernardo acredita que novos projetos do setor, como o PNBL, ampliem ainda mais a atração de investimentos externos para o país.

Segundo o ministro, a medida provisória do PNBL, que dá desoneração tributária à cadeia produtiva de equipamentos e componentes de rede de

Telecom, bens com tecnologia nacional e obras de implantação de redes de Telecom, deve aumentar em US$ 20 bilhões os investimentos no setor em quatro anos.

Bernardo afirma, ainda, que até maio deste ano serão licitadas as faixas 2,5GHz (4G), focadas na infraestrutura de eventos como a Copa 2014 e Olimpíadas de 2016.