A espanhola Telefónica decidiu, ainda na última sexta-feira, 10, suspender a oferta pública inicial (IPO) da sua empresa de call center Atento.

O motivo, segundo o jornal Valor Econômico, foi “a desfavorável situação dos mercados”.

Um fato relevante registrado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) poucas horas depois de outro documento anunciar que a Telefónica tinha reduzido o piso da faixa de preço sugerido por ação de € 19,25 para € 17,25.

A operadora espanhola estava oferecendo 30,6 milhões de ações da Atento, o que corresponde a 51% de seu negócio de call center.

Tal IPO era destinada a investidores qualificados e fazia parte da estratégia de reduzir endividamento.

A empresa também chegou a alterar o cronograma da operação para que os investidores tivessem mais um dia para aderir à compra. As ações da empresa estreariam na bolsa espanhola em 14 de junho.