O presidente da HTC para os Estados Unidos, Martin Fichter, acha que o iPhone está perdendo a graça.

Em palestra na Mobile Future Forward, em Seatle (EUA), Fichter também deu a entender que o aparelho da Apple está dando lugar a outros smartphones, como os HCTs ou Samsungs com Android.

“Se você olha nas escolas, o MacBook Air está na moda, mas o iPhone não é mais tão ‘descolado’ como era antes. Nós utilizamos iPhones, mas nossos filhos já não acham o aparelho tão legal. O iPhone está deixando de ser ‘cool’”, afirmou, segundo o IDG Now.

No último trimestre, os aparelhos móveis da Apple tiveram volume recorde de vendas , com o iPhone atingindo a casa dos 20,3 milhões, enquanto o iPad chegou a 9,25 milhões de unidades no período.

Fichter não é o único a ver uma queda no atrativo do iPhone.

Segundo dados da consultoria Gartner, a plataforma iOS, que fechou o ano passado em 15,7% de mercado, deve somar 17,2% de share em 2015. Enquanto que o Android subirá dos 22,7% atuais para 48,8%, no mesmo período.

Além da HTC e da Samsung, a Motorola também faz parte da Open Handset Alliance, união de empresas que utilizam o sistema operacional móvel do Google.

Lançado em 2007, o iPhone popularizou a tecnologia touchscreen na telefonia móvel, o modelo de comercialização de apps e caiu nas graças dos consumidores mais ávidos de tecnologia.

Em sua quarta versão atualmente, o aparelho deve ganhar um novo modelo entre o fim de setembro e o início de outubro, período em que se aguarda o lançamento do iPhone 5, cujo diferencial deve ser um processador mais rápido e com maior economia de energia.

No Brasil, um anúncio do ainda não confirmado iPhone 5 já resultou em uma venda, no site de e-commerce Mercado Livre, por R$ 2,3 mil.

Leia a matéria do IDG Now nos links relacionados abaixo.