As vendas de smartphones em 2010 aumentaram 72%, diz a consultoria Gartner. Os dispositivos móveis como um todo chegaram ao absoluto de 1,6 bilhão de unidades vendidas a usuários finais no mundo, alta de 31,8% sobre 2009.

Os smartphones responderam por 19% do total das vendas de devices em 2010.

“Apple e RIM, passaram para a 5ª e 4ª posições, respectivamente, nos lugares antes ocupados pela Sony Ericsson e Motorola”, destaca Carolina Milanesi, vice-presidente de pesquisas do Gartner.

Segundo a executiva, a Nokia – que teve queda de 19,8% entre os dispositivos móveis – e LG (retração de 29,7% na participação), estão sob “crescente pressão para melhorar suas estratégias no segmento”.

Recentemente a Nokia apostou em uma controversa parceria com a Microsoft para tentar reabilitar seus negócios.

De modo geral, diz a Gartner, o mercado mostrou menos sazonalidade do que nos anos anteriores, principalmente em mercados maduros, como Europa Ocidental e América do Norte.

Nestas regiões, as vendas mundiais para usuários finais apresentaram um crescimento de 32,7% no quarto trimestre de 2010, com as vendas de celulares para usuários finais totalizando 452 milhões de unidades.

Apple sobe, Nokia desce
A Apple vendeu 46,6 milhões de unidades em 2010, um crescimento de 87,2% em relação a 2009. Já a RIM vendeu 47,5 milhões de unidades, um aumento de 38,2% em termos anuais.

Em 2010, as vendas anuais de celulares da Nokia para usuários finais chegaram a 461,3 milhões de unidades, uma queda de 7,5% na participação de mercado em relação a 2009.

No mercado de sistemas operacionais (OS) para smartphones, o Android cresceu 888,8% em 2010 e passou para a 2ª posição do ranking.

As vendas do sistema no quarto trimestre de 2010 continuaram a ser impulsionadas pela grande disponibilidade de produtos high-end da HTC (linha desire, Incredible e EVO), Samsung (Galaxy S) e Motorola (Droid X, Droid 2).

A participação de mercado do Symbian caiu ainda mais durante o mesmo período, para 32,6%, ou 32,6 milhões de unidades.

A grande disponibilidade do iPhone 4 ajudou a Apple a manter sua participação no mercado de smartphones em 16% no quarto trimestre de 2010 e levou a plataforma do OS do iPhone para a 4ª posição em 2010.