A Nokia Siemens Networks  firmou um contrato de US$ 1,55 bilhão para operar redes da Oi nos próximos cinco anos. Com isso, a companhia se torna a maior fornecedora de serviços de terceirização de rede de operadoras da América Latina, informa o JB Online.

O modelo de terceirização tem se tornado cada vez mais comum entre as empresas de telefonia, tanto pela redução de custos quanto pela otimização do suporte às infraestrutuas que acarreta.

Além da Nokia Siemens, a sueca Ericsson, que na semana passada fechou contrato de US$ 4,5 bilhões a US$ 5 bilhões com a norte-americana Sprint, tem sido outra opção das teles.