A Oi acaba de comprar a Vex por R$ 27 milhões.

Com a aquisição, a operadora vai incorporar os 42 mil pontos de acessos à Internet Wi-Fi da companhia, localizados em 57 países.

Expansão no Sul e Sudeste
Conforme o diretor Financeiro da Oi, Alex Zornig, a compra faz parte da estratégia de ampliação da capilaridade da Oi, que também pretende aumentar sua presença em São Paulo e na região Sul.

Hoje, a empresa tem 15% de market share em serviço móvel no estado de São Paulo e 20% na capital e região metropolitana, conforme dados divulgados na segunda-feira, 15.

A meta é investir para aumentar estes números. Assim, conforme Zornig, só em São Paulo a empresa já investiu R$ 400 milhões nas áreas 19, 16 e 17 para ampliar a capacidade de rede 2G/3G.

PNBL
Na divulgação da segunda-feira, o novo presidente da Oi, Francisco Valim, também oficializou a oferta de banda larga popular da operadora.

Conforme o executivo, ainda em setembro serão atendidas as primeiras localidades, com pacotes de Internet a 1Mbps por R$ 35 (com imposto) e R$ 29,90 (sem imposto).

As cidades que receberão a oferta ainda não foram divulgadas.

De acordo com Zornig, o plano é chegar a cerca de 1,2 mil localidades por ano, chegando aos 4664 municípios da área coberta apela operadora até 2014.

Queda no lucro
A Oi fechou o segundo trimestre deste ano com queda de 13,7% no lucro, que ficou em R$ 354 milhões.

Segundo Zornig, apesar da redução, o resultado foi positivo frente ao prejuízo de R$ 395 milhões do primeiro trimestre de 2011.

Tal otimismo se justifica, para Zornig, na rentabilização da base de clientes, melhorias operacionais e queda nas despesas financeiras.

A receita líquida ficou em R$ 7,07 bilhões, em linha com a média da estimativa de analistas de R$ 7,1 bilhões, mas caindo 4% na comparação anual, principalmente devido à transição de serviços de linha fixa por ofertas de maior valor agregado.