A Anatel autorizou na quinta-feira, 15, a francesa Sisteer a atuar como operadora móvel virtual no país.

A companhia, que vai fazer uso da rede da TIM para prestar serviços de telefonia, é a terceira a entrar no modelo, conhecido pela sigla MVNO, no Brasil.

A Sisteer já atua como na Europa e África.

A empresa é detentora de uma plataforma de viabiliza o lançamento de outras operadoras virtuais, papel conhecido como MVNE (Mobile Virtual Network Enabler).

Ou seja: a companhia desenvolve sistemas que permitem a outras empresas se tornarem MVNOs, em uma solução que inclui CRM, recursos de gestão de cobrança, mediação e billing, entre outros.

No Brasil, as duas primeiras aprovadas pela Anatel para atuar como MVNOs foram Porto Seguro e a Sermatel, ambas também baseadas em rede da TIM.

O modelo - cuja sigla vem do inglês Mobile Virtual Network Enabler - permite que companhias de qualquer setor fora da Telecom utilizem a infraestrutura de players da área para oferecer serviços de telefonia celular e serviço móvel pessoal com sua marca.

No país, o mercado tende a crescer, já que diversas empresas demonstram interesse no processo, como os Correios e a Virgin – que já atua em países como EUA, Austrália e Reino Unido – e confirmou que fará o mesmo por aqui ano que vem.