A Azul Linhas Aéreas Brasileiras reciclou 600 kg de materiais de redes de cabeamento nos últimos dois anos e meio, desde o surgimento da companhia.

Com o montante, reciclado pelo programa Green IT da Furukawa, cerca de 300 kg de materiais contaminados com metais pesados foram reaproveitados, evitando que fossem depositados em aterros industriais.

Outro saldo do processo foi a redução em 57 toneladas de minério de cobre e o consumo de 5.736 kWh de energia – suficientes para abastecer 39 residências durante um mês.

Há dois anos operando, a Azul Linhas Aéreas Brasileiras conecta 33 destinos com 230 voos diários. Somando-se às oito linhas de ônibus, são 39 cidades brasileiras conectadas pela Azul.

A companhia opera uma frota de 31 aeronaves, composta por 10 Embraer 190 e 18 Embraer 195, e 3 ATR 72-200.

De acordo com o anuário da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a Azul teve uma receita de R$ 392,3 milhões com os voos domésticos em 2009 – último dado disponível no site da agência.

No mesmo ano, a empresa teve margem de lucro negativa de 38%.

Também segundo a Anac, a Azul fechou o mês de março com 7,71% de participação nas rotas nacionais, compondo a terceira força do setor – ao lado de  Webjet (5,41%), Trip (2,6%) e Acianca (2,42%) – totalizando 16,63%.

As líderes no período foram TAM (41,84%) e Gol/Varig (38,83%).

Presente no mercado desde 2000, a Xgen é especializada na integração e desenvolvimento de sistemas para contact centers, atuando nos segmentos financeiro, varejo, cartões de crédito, cobrança, seguradoras, telecomunicações e saúde.