Lucro da RIM sobe 67,5%, para US$ 796 mi

21/09/2010 10:44

O faturamento bruto da RIM aumentou 31% no segundo trimestre do ano fiscal de 2011, encerrado em agosto deste ano, na comparação com o mesmo período de 2009. Com isso, a receita fechou em US$ 4,62 bilhões.

Já o lucro líquido da companhia se ampliou 67,5%, ficando em US$ 796,7 milhões.

O número de smartphones entregues pela empresa em todo o mundo cresceu 45% ano/ano, totalizando 12,1 milhões no trimestre.

Tamanho da fonte: -A+A

O faturamento bruto da RIM aumentou 31% no segundo trimestre do ano fiscal de 2011, encerrado em agosto deste ano, na comparação com o mesmo período de 2009. Com isso, a receita fechou em US$ 4,62 bilhões.

Já o lucro líquido da companhia se ampliou 67,5%, ficando em US$ 796,7 milhões.

O número de smartphones entregues pela empresa em todo o mundo cresceu 45% ano/ano, totalizando 12,1 milhões no trimestre.

Além disso, de junho a agosto deste ano a RIM contabilizou 50 milhões de novas assinaturas de serviço, salto de 56% sobre o mesmo período de 2009.

No trimestre, a venda de aparelhos representou 79% do faturamento da empresa. Os serviços ficaram com 17%, software com 1% e outras receitas, com 3%.

No próximo trimestre, a meta da RIM é firmar parceria com 75 operadoras para venda do recém lançado BlackBerry Torch, hoje disponível apenas nos EUA, em acordo com a AT&T.

Com as vendas estimadas para o novo smartphone, a projeção da empresa é alcançar receita entre US$ 5,304 bilhões e US$ 5,55 bilhões, além de obter de 5 a 5,4 milhões de assinaturas do serviço e vender de 13,8 milhões a 14,4 milhões de aparelhos.

No total de sua linha de produtos, a RIM vendeu, até 16 de setembro, 115 milhões de aparelhos, por meio de 565 operadoras e parceiros de distribuição, em 175 países.
 

Veja também

RIM: software pago para BlackBerry no Brasil

A RIM, fabricante dos smarpthones BlackBerry, anunciou que sua loja de aplicativos para a plataforma, a App World, passa a incluir aplicativos pagos também para usuários da América Latina e Caribe. 

Relatório coloca RIM em apertos

A Research In Motion, fabricante do smartphone BlackBerry, está em apertos.

Um relatório divulgado nesta quarta-feira, 01, pela corretora Sanford C. Bernstein apontou que 74% de um grupo de 200 companhias no Reino Unido e nos Estados Unidos usuárias de serviços de e-mail móvel estavam trocando o BlackBerry  por aparelhos Apple ou baseados no Android.

60 milhões de smartphones no trimestre

O mercado global de smartphones cresceu 43% no segundo trimestre de 2010 em relação ao mesmo período do ano passado e chegou a 60 milhões de unidades.

Segundo relatório da Strategy Analytics, especializada em pesquisas em tecnologia, os dispositivos representaram 19% das vendas mundiais de telefones móveis no trimestre, mais do que os 15% do ano anterior.

A Nokia detém maior participação no mercado com 40,3% enquanto RIM conta com 18,8% e Apple, 14,1%.

RIM terá app store e serviços na China

A Research in Motion, fabricante do BlackBerry, vai lançar uma loja de aplicativos e serviços aos consumidores de internet na China, como parte de um movimento em busca de espaço no maior mercado de telefonia móvel global.

“Achamos que algum tempo depois de colocarmos estes serviços e algumas outras iniciativas, nós veremos aquele momento mágico em que vemos a aceleração na chegada de novos clientes”, declarou Greg Shea, diretor da empresa no país em entrevista à Reuters.

RIM pode lançar tablet em 2011

A RIM pode estar trabalhando no desenvolvimento de um tablet que será lançado em 2011, afirma o blog Übergizmo.

O dispositivo, chamado de BlackPad ou Cobalt, terá tela de 8.9 polegadas e será menor e mais fino que o iPad, da Apple.
 
Conexão 3G, Wi-Fi e sincronia com smartphones BlackBerry também deve fazer parte do BlackPad, afirma o site.
 

Resultado da RIM decepciona
A teve receita de US$ 4,08 bilhões no primeiro trimestre. Ainda que represente um resultado 18% acima do conquistado no mesmo período do ano passado, a cifra decepcionou analistas de mercado, que esperavam US$ 4,31 bilhões, de acordo com pesquisa feita pela Thomson Reuters.

De acordo com a ComputerWorld, a duvida dos analistas é sobre a capacidade da empresa devido à pouca participação da empresa – focada no mercado corporativo – nova onda de crescimento entre os consumidores de varejo.
Bancos americanos estudam trocar Blackberry

Os bancos norte-americanos JPMorgan Chase e UBS estão considerando permitir que seus funcionários acessem e-mails corporativos pelo iPhone e outros smartphones como alternativa ao tradicional BlackBerry.

Android e Symbian passarão BlackBerry e iOS

O Android e o Symbian vão dominar o mercado mundial de celulares em 2014, ultrapassando o BlackBerry e o iOS, respectivamente, em terceiro e quarto lugares, segundo ranking avaliado pelo Gartner.

Um relatório da consultoria indica que o volume de vendas de aparelhos da Nokia garante a continuação do Symbian no topo.

Já no caso do Android, o motor da expansão serão as vendas em aparelhos de baixo custo, que chegam ao mercado até o fim de 2010.

BlackBerry touchscreen só na AT&T

A Research In Motion prepara o lançamento de um novo modelo do BlackBerry, em parceria com a AT&T, que, segundo a Reuters, seria a única operadora a vender o smartphone nos EUA.

A exclusividade segue o exemplo da Apple, que mantém o mesmo acordo com a AT&T para o iPhone.

BlackBerry Enterprise Server em português

Fabricante dos smartphones BlackBerry, a RIM - Research In Motion acaba de anunciar uma nova versão do software BlackBerry Enterprise Server 5, que traz como destaque entre suas funcionalidades, o suporte ao idioma português do Brasil.

Vendas de BlackBerry decepcionam

Apesar de ter apresentado uma alta de 20% no lucro trimestral na quinta-feira, 24, a Research in Motion viu suas ações caírem mais de 5% no pregão after-market, uma vez que as vendas do Blackberry ficaram abaixo do esperado

Segundo a RIM, o número de vendas do BlackBerry superou os 11 milhões, além de ter ganhado 4,9 milhões de novos assinantes no período. Ambos os números refletem os níveis mais baixos previstos pela empresa e ficaram abaixo do esperado por analistas