A operadora UNE e a Ericsson firmaram acordo para lançamento de uma rede 4G/LTE na Colômbia.

Serão utilizados pela operadora as novas estações rádio-base multipadrão da empresa, chamadas de RBS 6000, com espectro de 2,5 Ghz.

O foco são cidades onde a demanda por tráfego é mais concentrada.

De acordo com a Ericsson, a Colômbia será um dos primeiros países da América do Sul a tirar proveito de comunicação móvel e transferência de dados no modelo.

O LTE permite a transferência rápida de grandes volumes de dados com custo relativamente baixo, otimizando o uso do espectro de frequência.

A Ericsson forneceu, segundo dados próprios, a maior parte das redes comerciais LTE do mundo, cobrindo atualmente 200 milhões de pessoas.

Na América Latina e no Caribe, a Ericsson também é responsável pela primeira implementação na região, em Porto Rico. Agora, a UNE inova é a primeira operadora a investir em LTE na Colômbia.

No Brasil, a operadora Sky abriu o uso do 4G, com oferta para modens em Brasília. O plano de negócios de banda larga da Sky em Brasília tem como alvo 160 mil clientes no prazo de cinco anos.

Para a telefonia móvel, a tecnologia 4G só deve chegar ao Brasil em 2013. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) realizará em abril um leilão para a venda de faixas de frequência para esse fim.

A tecnologia 4G trabalha com frequência de 2,5 GHz, capacidade três vezes maior do que a tecnologia GSM (Global System for Mobile Communications, ou Sistema Global para Comunicações Móveis), hoje utilizada para os celulares.