A Ci&T acaba de criar um grupo interno de desenvolvimento de aplicações para iPhone.

O grupo reúne, segundo definição da empresa, “funcionários entusiastas dessa nova tendência e que estavam estudando por conta própria essas soluções”.

“Vamos agrupar essas pessoas e capacitá-las para que possam, de forma colaborativa e estruturada, desenvolver aplicações para iPhone e submetê-las à Apple Store em nome da Ci&T”, explica Paulo Camara, gerente de Prática Mobile da companhia.

A receita com a venda das aplicações será revertida integralmente para os funcionários que participaram do desenvolvimento, garante Camara.

Para o novo grupo, a Ci&T oferece infraestrutura, suporte técnico e logística de publicação na Apple Store.

“Recentemente, a loja da Apple ultrapassou a barreira dos 100 mil aplicativos disponíveis para usuários de iPhone e iPod Touch, com mais de 2 bilhões de downloads. O caminho está mais do que aberto”, aposta Camara.

Conforme o executivo, o modelo de trabalho do grupo é baseado na disponibilidade e interesse dos participantes.

Interesse que parece ser grande: segundo o gerente, dezenas de colaboradores já se engajaram no grupo e um primeiro projeto já está sendo discutido.

A Ci&T atua em desenvolvimento ágil e outsourcing de aplicações, BPM, SAP, BI, governança de TI e engenharia de valor.

A companhia mantém centros de competência em Campinas, Belo Horizonte e Ningbo (China), além de unidades em São Paulo, Rio de Janeiro, Vitória, Filadélfia, Londres e Tóquio.

Já a carteira de clientes traz organizações como BM&F, Citibank, Coca-Cola, Google, Dow Jones, Editora Abril, Embraer, Hospital Albert Einstein, Rede Globo e Vale, entre outras.