A Oi demitiu 1.060 pessoas só neste mês. Deste total, 860 colaboradores podem ter mais sorte que os demais, já que faziam parte da equipe de manutenção da operadora, serviço agora prestado pela Nokia Siemens, que já anunciou interesse em contratar os demitidos pela empresa de telefonia.

Já existe até um contrato entre Oi e Nokia, no valor de R$ 3 bilhões e válido por cinco anos, segundo o qual a fabricante de celulares não só terceirizaria a rede da operadora na área da antiga Telemar, em São Paulo, como também assumiria sua equipe técnica.

Também este mês, a Oi afastou cerca de 200 pessoas que trabalhavam nas lojas da antiga Brasil Telecom.

Segundo a operadora, que depois de comprar a BrT adotou o modelo de lojas terceirizadas, contatos com os novos responsáveis pelos pontos de venda já vem sendo feitos para que estes recontratem os antigos funcionários.