Tamanho da fonte: -A+A

A Anatel autorizou na quinta-feira, 20, a Telebrás, vinculada ao Ministério das Comunicações, a operar Internet banda larga até à última milha - ou seja, chegando ao consumidor final.

Depois de divulgada a decisão, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, divulgou que, apesar da permissão, a estatal só irá atender ao consumidor final - motivo tradicional de reclamação entre as teles, devido à concorrência gerada pela empresa governamental - em locais onde outras ofertas não conseguirem chegar.

Para Bernardo, a decisão de liberar a Telebrás como provedor permite massificar o uso da web no país até 2014, cumprindo promessas de barateamento do serviço propostas pelo PNBL.

Ainda segundo o ministro, o Minicom está em negociações com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior para criar novas políticas industriais focadas no corte de impostos sobre computadores e tablets.