Com três meses de lançamento, os smartphones Nokia Lumia 710 e 800 já têm o maior share no ecossistema da última versão disponível do Windows Phone 7.

A estatística sinaliza que a criticada parceria entre Nokia e a Microsoft pode não ser um mau negócio afinal.

Segundo dados do site especializado WMPoweruser, 45% do mercado de segunda geração do Windows Phone é da Nokia, seguida por HTC (40%), Samsung (12%) e Fujitsu Toshiba.

No geral (sem levar em consideração a versão do WP7), a HTC ainda é líder, com 55%, seguida por Samsung (28%) e LG (12%). Já a Nokia tem 4%.

Em fevereiro do ano passado, Nokia e Microsoft anunciaram uma parceria para produção conjunta de smartphones. A Nokia faria os aparelhos e a MS embarcaria o seu sistema operacional neles.

Nos números, a Microsoft mira na empresa certa para embarcar o Windows Mobile. Apesar da queda de 25% na sua participação de mercado, a Nokia segue líder, com 28,9% do market share, segundo dados da Gartner.

Embalado por 461 milhões de unidades vendidas em 2010, o Symbian segue liderando entre as plataformas de smartphones, com 37,6% de mercado.

A concorrência, no entanto, é feroz. Entre 2009 e 2010, o Android cresceu quase seis vezes em participação de mercado – chegando à segunda plataforma mais utilizada. Já o iOS, da Apple, teve avanço de 9,03% na mesma comparação, e hoje é a quarta maior plataforma.

Apesar do avanço de Android e Apple, estimativa da consultoria IHS indica que a Microsoft vai passar a empresa de Cupertino em share de smartphones no mundo até 2015, com o Windows Phone.

Leia a matéria completa do WMPoweruser (em inglês) nos links relacionados abaixo.