Tamanho da fonte: -A+A

A Telebras quer chegar a 4 milhões de domicílios, em 142 municípios na região Sul do Brasil, com a oferta do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) até o terceiro trimestre de 2012.

Dentro do plano, as operadoras oferecem 1 Mbps por R$ 35.

Segundo Caio Bonilha, presidente da Telebras, estatal encarregada do Plano, dos 639 provedores de internet licenciados na Região Sul, 60% já manifestaram interesse em aderir ao programa.

A expectativa é atender 91,25% dos municípios até 2017, viabilizando o atendimento de 95,48% da população com conexões do PNBL.

Levantamento do Ministério das Comunicações divulgado em outubro indica que 67,7% da ofertas dentro do PNBL se concentram no estado de São Paulo.

Hoje, 104 municípios da região têm ofertas dentro do PNBL.

“Atualmente estamos trabalhando no trecho São Paulo – Campinas – Porto Alegre, com ponto de presença em Londrina. Estamos percorrendo todo o interior de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul”, afirmou  Bonilha.

Os pontos de presença são as estações que abrigam a infraestrutura e os equipamentos para o funcionamento do PNBL.

Até 2015, o PNBL quer alcançar a marca de 40 milhões de casas com internet – hoje, são 17 milhões.

Para alcançar as metas, uma medida provisória que vai reduzir os impostos que incidem sobre construção, modernização e a expansão de redes de alta capacidade já está pronta. E o setor deve receber R$ 20 bilhões nos próximos anos.