A Claro, empresa do grupo de telefonia mexicano América Móvil, vai participar do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) do governo federal, informou o Ministério das Comunicações nessa quarta-feira, 24.

A empresa vai oferecer um plano popular de acesso à Internet com mensalidade de R$ 29,90, incluindo impostos, e velocidade de 1 megabit por segundo (Mbps).

Conforme o site do Ministério, de acordo com o presidente da Claro, Carlos Zenteno, o plano já pode ser contratado por usuários e terá o mesmo valor em todas as cidades onde a operadora atua.

Em junho, o governo lançou oficialmente o PNBL, que será operado pela Telebrás e já possui contratos com as principais operadoras de telefonia, como Oi, Telefônica e TIM.

As demais empresas fecharam contratos para oferta inicial de 1 Mbps a R$ 35 por mês.