Uma resposta positiva ao Mystery, seu primeiro celular 3G vendido no Brasil, poderia levar a Huawei a fabricar o aparelho por aqui.

De acordo com declarações de executivos da empresa chinesa ao ComputerWorld, a companhia já teria condições de expandir a parceria com a Flextronics, que já produz modems localmente.

As fontes ouvidas pela publicação não revelaram o tamanho do primeiro lote importado nem nem qual volume de vendas justificaria a produção local

A meta da fabricante é colocar no mercado brasileiro de três a cinco celulares, todos de terceira geração, ao longo deste ano. O segundo modelo da empresa será lançado no país até a primeira quinzena de abril.