As operadoras de telefonia fixa Embratel e de móvel Claro vão unir suas operações no Brasil.

De acordo com informações publicadas pela Folha de São Paulo nesta quarta-feira, 26, a fusão deve acontecer nos próximos dois meses, caso autorizada pela Anatel.

A decisão é do bilionário mexicano das telecomunicações, Carlos Slim, dono do grupo América Móvil, que controla as duas companhias e parte da Net.

Segundo publica a Folha, a economia de custo com a fusão pode ficar entre 20% e 30%. É uma cifra acima da média: Brasil Telecom e Oi falaram em 20%, mas ainda não atingiram a meta. TIM e Intelig obtiveram 15%.

Slim estaria descontente com os resultados exibidos pelo grupo no Brasil, em meio a concorrência com Vivendi, Telefônica e Portugal Telecom.

NET
Ainda de acordo com a reportagem da Folha, Slim tem intenção de adquirir os 51% da Net em mãos da Globo.

A operação depende de uma mudança na legislação, visto que hoje grupos estrangeiros não podem deter o controle de empresas de comunicação no Brasil.

Caso consiga o controle da Net, a América Móvil estará pronta para oferecer pacotes quadriple-play, incluindo telefonia fixa, móvel, internet e TV paga.