A base de clientes de TV por assinatura no Brasil teve crescimento de 30,7% em 2010 no Brasil, totalizando 9,77 milhões de domicílios.

Os números são da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Somente no ano passado, diz a agência, foram 2,3 milhões de novas assinaturas. Se considerado o número médio de pessoas por domicílio, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) – de 3,3 pessoas –, os serviços chegam a mais de 32,2 milhões de pessoas.

Em dezembro apenas foram registradas 237,9 mil novas assinaturas de TV paga, crescimento de 2,5 por cento sobre a base total do mês anterior.

A tecnologia predominante ainda é o cabo, com 51% de presença no fim do ano passado.

Os serviços via satélite (DTH), contudo, estão crescendo em ritmo mais acelerado e já correspondiam a 45,8% da base de assinantes em dezembro, contra 37,4% em janeiro de 2010. Os demais assinantes são atendidos por tecnologia de microondas (MMDS).

De acordo com a Anatel, as regiões Norte e Nordeste cresceram acima da média nacional nos últimos 12 meses, avançando 62,2% e 51,7%, respectivamente. A menor taxa de expansão da TV paga foi observada no Sul, com alta de 25,4% sobre 2009.