O navegador de internet Opera ganhou um novo recurso na sua versão mobile que promete levar a experiência de navegação em mídias sociais dos smartphones aos celulares mais simples.

Foi lançado nessa segunda-feira, 27, o Opera Mini Next.

“Quando as pessoas pensam no uso de redes sociais em celulares, imaginam um smartphone de ponta com os mais recentes aplicativos instalados. No Opera, sabemos que não é dessa maneira que a maioria dos usuários móveis acessam suas redes sociais”, diz Lars Boilesen, CEO da Opera Software.

O programa é capaz de rodar, segundo o site da Opera, em modelos de entrada, como o Nokia 1661 – que custa cerca de R$ 100 desbloqueado – e o Nokia 2220 – oferecido por até R$ 9 em operadoras no Brasil, dependendo do plano que o cliente irá contratar na compra.

No nome, o Next faz referência à prévia de recursos que estarão presentes em lançamentos futuros do navegador de de internet – que hoje é o segundo mais utilizado em smartphones.

Segundo dados da NetApplications, o Opera Mini tem 19,58% de share, perdendo apenas para o Safari (da Apple, com 54,85%), e à frente do Android browser (do Google, com 17,78%).

Entre os novos recursos está a Smart Page, para dar funcionalidade de acesso a redes sociais, com integração social ao Facebook e ao Twitter na primeira página.

Para smartphones, que não terá a Smart Page nesta versão do Opera Mini Next, o foco está em aprimorar a experiência da web em si.

Usuários do Opera Mini para Android terão aceleração por hardware e um Speed Dial renovado e uma nova tela com número ilimitado de atalhos de discagem rápida.

"É por isso que nós transformamos celulares 'comuns' em inteligentes, tornando mais fácil usar as redes sociais mais populares logo na primeira pagina do Opera Mini. Só porque você está em um telefone mais básico, não significa que você não pode ter uma vida digital ativa nas redes sociais”.