Microempresas no Brasil estão usando mais conexões de internet por cabo e sem fio.

É o que indica estudo do Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (Cetic.br), analisando o intervalo entre 2007 e 2010.

Segundo o relatório, no período cresceu o percentual de microempresas com redes internas de computadores. O total de microempresas com rede LAN (com fio) passou de 59% para 66% no intervalo. O percentual de microempresas com redes sem fio aumentou de 17% para 31%.

De acordo com o estudo, o percentual de microempresas com acesso à internet, no entanto, manteve-se inalterado em 69% das empresas avaliadas.

Entre empresas com dez ou mais funcionários, esse percentual chega a 97%.

Em relação à conexão a internet, o cabo é a principal tecnologia adotada pelas microempresas. O índice de empresas com conexão por modem via cabo passou de 14% para 28% entre 2007 e 2010. No período, houve uma redução dos acessos à internet por telefone (acesso discado) de 14% para 4%.

A maior diferença foi verifica nas conexões por celular (modem de terceira geração - 3G). O percentual de microempresas que usam o 3G passou de 1% para 10%.

O estudo apontou ainda que a maioria das microempresas (64%) usa a internet para funções como envio de e-mail (97%) e buscas on-line (88%).

A presença das microempresas na internet também ainda é pequena. Conforme o estudo, 73% dessas empresas não possuem site na web.

O estudo foi realizado de setembro a novembro de 2010, com 1,5 mil empresas de até dez funcionários.