Estudo divulgado nessa terça-feira, 29, pela consultoria IDC indica que o mercado de smartphones deve ter um aumento de 49,2% em 2011, com mais de 450 milhões de aparelhos vendidos.

No geral, diz a empresa, os smartphones crescerão quatro vezes mais rápido que os celulares.

Outra pesquisa, do instituto ABI Research, mostra que, apesar do avanço experimentado pelos celulares de última geração, os modelos inteligentes ainda respondem por apenas um quarto do total de telefones móveis existentes no mundo.

O relatório aponta também o predomínio dos aparelhos com Android sobre as outras plataformas dominantes – iPhone, Blackberry e Symbian.

"O Android tem tudo para tomar conta da dianteira do mercado de sistemas operacionais móveis em 2011, depois de ficar sempre na segunda posição em 2010”, comenta Ramon Llamas, pesquisador da ICD.

Para Llamas, ganham os fabricantes que adotaram a plataforma Android em seus aparelhos.

Segundo o documento, a fatia do sistema operacional móvel do Google chegará a 39,5% nesse ano, seguido por Symbian (20,9%), iOS (do iPhone, 15,7%) e Blackberry (14,9%). Até 2015, o Android deverá chegar a 45,4%, diz a IDC.

Em quatro anos, o iOS deve chegar a 15,3% do mercado, enquanto o Blackberry terá 13,7%.

A perspectiva mais sombria ronda a plataforma da Nokia, o Symbian, enfraquecido recentemente pelos anúncios de que a maior fabricante de celulares do planeta irá utilizar o Windows Mobile.

Em 2015, 0,2% dos aparelhos usarão o Symbian, enquanto que a Microsoft terá 20,9% de share.

Hoje, o Windows Mobile e o Windows Phone 7 têm 5,5% de participação.